domingo, 16 de dezembro de 2012

CORINTHIANS É BICAMPEÃO MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA

16 de dezembro de 2012 é mais uma data importante a ser eternizada pela fiel torcida alvinegra. Foi nesse dia que o Timão conquistou seu segundo título de Campeão Mundial de Clubes da FIFA, ao bater na final o time inglês do Chelsea por 1 x 0.
O título da Campeão da Libertadores das Américas de 2012,  garimbou  o passaporte corinthiano para disputar o Torneio Mundial organizado pela FIFA .
Além do Timão, Campeão das Américas, participaram também o Chelsea (Campeão da UEFA), os mexicanos do Monterrey (Campeão da CONCACAF), os egípcios do Al Ahly (Campeão Africano), os coreanos do Ulsan Hyundai (Campeão Asiático), os neo-zelandeses do Auckland City (Campeão da Oceania), além do time japonês do Sanfrecce Hiroshima (Campeão Japonês).
Corinthians e Chelsea entraram direto nas semifinais da competição. O Timão garantiu sua vaga na grande final ao vencer pelo apertado placar de 1 x 0 os egipcios do Al ahly, com um gol do atacante peruano Paolo Guerrero aos 30 minutos do 1º tempo de jogo.

(Guerrero sobe para marcar o gol da vitória)

(Alessandro em ação)

A partida contra os Campeões Africanos teve duas etapas bem distintas. Na 1ª etapa, o Corinthians dominou a maioria das ações, abriu o marcador com o atacante Guerrero aos 30 minutos, e o goleiro Cássio quase  não foi incomodado pelos atacantes adversários. Na segunda etapa da partida, as coisas se inverteram. O Timão recuou inexplicavelmente, e os egípcios, aproveitando-se do momento , começaram a bombardear o gol do arqueiro alvinegro. A partida que para muitos, seria tranquila, passou a ter contornos de dramaticidade até o apito final do árbitro mexicano Marco Rodriguez.


Do outro lado do chaveamento do Torneio, vinha o badalado Chelsea, atual Campeão da UEFA, e tido como o grande favorito pelas casas de apostas ao título do Torneio. Na semifinal, os ingleses passaram sem sustos  pelos mexicanos do Monterrey por 3 x 1, classificando-se assim para a grande final.

16/12/2012
Perfilados, os dois times adentraram o Estádio Internacional de Yokohama em Yokohama, Japão, sob os olhares de mais de 68 mil torcedores presentes, a grande maioria corinthianos, vindos das mais diversas partes do Brasil, e do mundo. 
A grande massa de fiéis torcedores fez com que os jogadores corinthianos tivessem a sensação de estarem jogando em casa, no Estádio do Pacaembu.

(Fiel marcando presença no Japão)

O JOGO
A partida começou equilibrada, com os dois times exercendo forte marcação em todos os setores do campo.
Diferentemente do 2º tempo contra os egípcios, o Timão começou o jogo atacando os ingleses, que no contra-ataque deram o primeiro susto na torcida corinthiana com um chute a curta distância do jogador Cahill, defendida pelo goleiro Cássio.
O Timão teve também boas chances no 1º tempo nos pés de Paulinho aos 19 minutos, e de Emerson aos 28 minutos, mas a pontaria dos jogadores corinthianos acabou falhando.
Os ingleses tiveram outra ótima chance de abrir o marcador nos pés do atacante Moses aos 40 minutos, mas o goleiro Cássio, mais uma vez mostrou que estava num dia inspirado e espalmou a bola com a ponta dos dedos para escanteio.
Apesar das oportunidades, o primeiro tempo acabou ficando mesmo no 0 x 0.

(Goleiro Cássio fechando o gol corinthiano contra o atacante Hazard))

(Danilo e Paulo André marcando o atacante Fernando Torres)

O segundo tempo da partida começou equilibrado, com as duas equipes buscando o gol. Embora os ingleses continuassem perigosos com os avanços do hábil ponteiro Belga Hazard, o Timão começou a sufocar bastante o time inglês em seu campo, e ficar mais tempo com a posse de bola.
Aos 18 minutos, Paulinho levou susto a zaga do Chelsea, após receber passe preciso do atacante Guerrero.

(Guerrero comemorando o gol do título)

Aos 23 minutos, após jogada individual de Paulinho, Danilo pegou a sobra, e de dentro da grande área chutou. A bola desviou na zaga inglesa, e sobrou livre para o atacante peruano Paolo Guerrero marcar de cabeça o primeiro gol do Timão.
Após o gol, o Timão continuou dominando as ações do jogo, impedindo o time inglês de criar jogadas de ataque.
Faltando poucos minutos para o término da partida, mais uma vez o goleiro Cássio apareceu para garantir a vitória.
Aos 49 minutos, o árbitro turco Cuneyt Çakir encerrou a partida, e a festa corinthiana teve início.

(O Capitão Alessandro levantando a Taça)



OS HERÓIS
Os 23 guerreiros que participaram dessa vitoriosa campanha sob a batuta do Técnico Tite  foram:


Goleiros: Cássio, Julio Cesar e Danilo Fernandes
Laterais: Alessandro, Fábio Santos e Guilherme Andrade
Zagueiros: Chicão, Paulo André, Wallace, Anderson Polga e Felipe
Volantes: Ralf, Paulinho,  Willian Arão e Edenílson
Meias: Douglas, Danilo e Giovanni
Atacantes: Emerson, Paolo Guerrero, Jorge Henrique, Martinez e Romarinho 

(David Luiz, Cássio e Paolo Guerrero)
Para fechar com chave de ouro a gloriosa campanha, o Timão teve 2 dos 3 jogadores eleitos como melhores do Torneio.
O Atacante corinthiano Paolo Guerrero ficou com o Troféu de 3º lugar. O zagueiro do time inglês, o também brasileiro David Luiz ficou com o 2º lugar, e o Goleiro Cássio foi eleito o melhor jogador da competição. Além  do Troféu, Cássio ganhou também um carro zero quilômetro da Toyota, patrocinadora oficial da competição.

O GRANDE RESPONSÁVEL

(O Técnico Tite ao lado do Capitão Alessandro)

Não posso deixar de enaltecer o grande trabalho do Técnico Tite, que graças ao seu estilo agregador de comandar a equipe, foi um dos principais responsáveis pelo exito do time no Japão.

PARABÉNS CORINTHIANS ÚNICO TIME BRASILEIRO BICAMPEÃO MUNDIAL DE CLUBES PELA FIFA





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

AS PELOTAS DOS CENTENÁRIOS DO CORINTHIANS

Além de todas as glórias já alcançadas em sua centenária trajetória, o Corinthians continua sendo o único time Paulista detentor de 2 Títul...