terça-feira, 5 de dezembro de 2017

CORINTHIANS HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO 2017

O Corinthians tornou-se em 2017 o maior vencedor do Campeonato Brasileiro ao conquistar o seu 7º título.

Resultado de imagem para corinthians pentacampeão brasileiro 2017

Embora torcedores rivais torçam o nariz alegando serem eles os maiores vencedores, aviso de antemão que estou aqui me referindo ao CAMPEONATO BRASILEIRO  que teve sua primeira edição em 1971, e não aos outros Torneios Nacionais que em manobras de bastidores acabaram sendo anexados ao somatório geral.

Imagem relacionada
                                                                                        Reprodução/Tv Globo

O Timão chegou ao seu sétimo título principalmente após uma campanha maravilhosa no 1º turno da competição quando conquistou 47 pontos em 19 rodadas ( 14 vitórias e 5 empates) marca jamais alcançada por outra equipe desde que a competição passou a ter os atuais 20 times em 2006.

Resultado de imagem para corinthians campeão brasileiro 2017

Embora considerada no início do ano como a 4ª força do futebol paulista, o time que conta com um elenco limitado tecnicamente, e sem grandes estrelas, conseguiu mostrar um bom futebol, baseando-se  numa defesa sólida e um contra-ataque eficiente. Méritos total ao então desconhecido técnico Fábio Carille, que foi alavancado à condição de treinador de um time até então desacreditado após passar anos auxiliando outros técnicos que passaram pelo clube, como Mano Menezes e Tite por exemplo. Carille mostrou que soube aproveitar ao máximo os ensinamentos desses Técnicos que passaram pelo clube, e do seu modo transmiti-los ao seu grupo de trabalho, tanto que em sua primeira competição oficial acabou conquistando o Paulistão 2017.

Imagem relacionada
(Fábio Carille)

A campanha vitoriosa no 1º turno colocou a equipe nos holofotes das notícias, fato esse que acabou prejudicando o desempenho no returno da competição, com jogadores sendo assediados por empresários , e consequentemente prejudicando o desempenho dentro de campo, fato esse revelado no final da competição pelo próprio treinador, que teve muito trabalho para direcionar a cabeça de alguns atletas  de novo no foco do campeonato.

Resultado de imagem para corinthians perde atletico go
(Derrota para o Atlético-GO em casa)

Essa oscilação no 2º turno embora tenha causado certa preocupação na torcida e treinador não foi suficiente para tirar o 7º título do Clube , fato este que se confirmou antecipadamente na 35ª rodada ao vencer o Fluminense por 3 x 1 em casa.

Imagem relacionada
(Jô comemorando gol contra o Fluminense)

Muitos creditam  a vitória no Dérbi por 3 x 2 como divisor de águas , já que uma derrota para o rival naquele momento  aumentaria demais a pressão sobre a equipe, pois a diferença entre o primeiro e segundo colocados cairia para singelos 2 pontos, mas felizmente com a vitória o Timão aumentou para 8 pontos a distância e continuou tranquilo na liderança rumo ao título.

Resultado de imagem para selfie romero
(Romero em selfie após gol no Dérbi)

Título esse mais do que merecido para uma equipe que liderou 34 das 38 rodadas da competição, que teve o maior número de vitórias - 21 - a defesa menos vazada - 30 gols sofridos - e o artilheiro da competição, o atacante Jô com 18 gols ao lado de Henrique Dourado do Fluminense.

Resultado de imagem para jo artilheiro brasileirão
(Jô ao lado de Henrique Dourado)

A CAMPANHA

Primeiro turno

13/05 – Corinthians 1 x 1 Chapecoense
21/05 – Vitória 0 x 1 Corinthians
28/05 – Atlético-GO 0 x 1 Corinthians
03/06 – Corinthians 2 x 0 Santos
07/06 – Vasco 2 x 5 Corinthians
11/06 – Corinthians 3 x 2 São Paulo
14/06 – Corinthians 1 x 0 Cruzeiro
18/06 – Coritiba 0 x 0 Corinthians
22/06 – Corinthians 3 x 0 Bahia
25/06 – Grêmio 0 x 1 Corinthians
02/07 – Corinthians 1 x 0 Botafogo
08/07 – Corinthians 2 x 0 Ponte Preta
12/07 – Palmeiras 0 x 2 Corinthians
15/07 – Corinthians 2 x 2 Atlético-PR
19/07 – Avaí 0 x 0 Corinthians
23/07 – Fluminense 0 x 1 Corinthians
30/07 – Corinthians 1 x 1 Flamengo
02/08 – Atlético-MG 0 x 2 Corinthians
05/08 – Corinthians 3 x 1 Sport

Segundo turno

19/08 – Corinthians 0 x 1 Vitória
23/08 – Chapecoense 0 x 1 Corinthians
26/08 – Corinthians 0 x 1 Atlético-GO
10/09 – Santos 2 x 0 Corinthians
17/09 – Corinthians 1 x 0 Vasco
24/09 – São Paulo 1 x 1 Corinthians
01/10 – Cruzeiro 1 x 1 Corinthians
11/10 – Corinthians 3 x 1 Coritiba
15/10 – Bahia 2 x 0 Corinthians
18/10 – Corinthians 0 x 0 Grêmio
23/10 – Botafogo 2 x 1 Corinthians
29/10 – Ponte Preta 1 x 0 Corinthians
05/11 – Corinthians 3 x 2 Palmeiras
08/11 – Atlético-PR 0 x 1 Corinthians
11/11 – Corinthians 1 x 0 Avaí
15/11 – Corinthians 3 x 1 Fluminense
19/11 – Flamengo 3 x 0 Corinthians
26/11 – Corinthians 2 x 2 Atlético-MG
03/12 – Sport 1 x 0 Corinthians
ELENCO


GOLEIROS
Cássio, Walter, Caíque França, Matheus Vidotto 

LATERAIS
Fagner, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Moisés

ZAGUEIROS
Pablo, Balbuena, Pedro Henrique, Léo Santos

VOLANTES
Gabriel, Maycon, Camacho, Paulo Roberto, Marciel, Felipe Bastos, Mantuan

MEIAS
Jadson, Rodriguinho, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel, Pedrinho, Danilo, Rodrigo Figueiredo

ATACANTES
Jô, Kazim, Romero, Clayson, Clayton, Carlinhos

TÉCNICO
Fábio Carille

domingo, 22 de outubro de 2017

CORINTHIANS CAMPEÃO DA LIBERTADORES DE FUTEBOL FEMININO 2017

A  equipe de futebol feminino do Audax/Corinthians sagrou-se campeã da Copa Libertadores de Futebol Feminino ao vencer nas penalidades a equipe chilena do Colo-Colo após empate em 0 x 0 no tempo normal.
O destaque da decisão ficou para a goleira Lelê, que defendeu 2 penalidades, garantindo assim o título para a equipe alvinegra.
A conquista inédita para o clube veio através de uma campanha invicta, com 4 vitórias e um empate. Foram marcados 13 gols, e a defesa sofreu apenas 2. A artilheira do time com 4 gols foi Amanda Brunner.

A campanha

Corinthians 2 x 0 Sportivo Limpeño
Corinthians 6 x 1 Deportivo Ita
Corinthians 2 x 1 Santa Fé
Corinthians 3 x 0 Cerro Porteño
Corinthians 0 x 0 Colo-Colo ( 5 a 4 nos pênaltis)

(Foto: Divulgação/Site da AFP)


Jogadoras: Tainá, Leidi, Carol Frisanco, Mimi, Monique Peçanha, Yasmin, Grazi, Ana Vitória, Byanca Brasil, Rosana, Raquel, Lelê, Cacau, Amanda Brunner, Agustina, Antônia, Patricia Llanos, Kerolin, Paulinha e Daiane. Técnico: . Arthur Elias


PARABÉNS  MENINAS

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

CORINTHIANS EM LIVROS PARTE 3


Democracia Corintiana – Sócrates e Ricardo Gozzi (2002)

Resultado de imagem para livro derby 100 anos
Derby: Corinthians x Palmeiras – 100 anos de rivalidade – Celso Unzelte e Paulo Vinicius Coelho (2017)

Resultado de imagem para livros corinthians

20 jogos eternos do Corinthians – Celso Unzelte (2013)

Resultado de imagem para livros corinthians

"Collector’s Book – Nação Corinthians” (2011)


                                       Banzai, Corinthians! - Bicampeão Mundial de Clubes 

      Rádio Bandeirantes (2012)

Livros

Corinthians TODO-PODEROSO CAMPEÃO da Libertadores 2012
Rádio Bandeirantes

Foto 1 - Livro - Bicampeão Mundial: Tríplice Coroa 2012

                          Livro - Bicampeão Mundial: Tríplice Coroa 2012



         Diário de Uma Conquista. Os 15 Dias em que o Corinthians Abalou o Mundo

(2013)

Resultado de imagem para livros corinthians


Livro Ilustrado Oficial Corinthians - O grande campeão dos campeões


Resultado de imagem para livros corinthians

Homenagem a Titulo do Paulistão 2017

Resultado de imagem para livros corinthians

ARENA CORINTHIANS - A NOSSA CASA (2014)



A INVASÃO CORINTHIANA - 
IGOR OJEDA E TATIANA MERLINO






Vai, Corinthians (Que nós vamos atrás...)

Celso Unzelte



domingo, 7 de maio de 2017

CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA DE 2017

Diante de 46.017  mil torcedores pagantes (recorde de público da Arena Corinthians) , o Timão conquistou seu 28º título Paulista ao empatar em 1 x 1 com a Ponte Preta. O Título, foi o primeiro conquistado dentro das dependências da Arena, e coincidiu com a partida de número 100 da equipe em seu Estádio.

                                               Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Desacreditado por muitos, e considerado apenas a 4ª força do Campeonato, o time fez uma ótima campanha sob a batuta do técnico Fábio Carille. Foram 18 jogos com 10 vitórias, 6 empates e apenas 2 derrotas. Marcou 22 gols e a defesa sofreu 11 gols.
Apesar de alguns destaques individuais, como o atacante Jô que se consagrou na competição como o artilheiro dos clássicos e do meia Rodriguinho, que foi o grande responsável pelos 3 x 0 na primeira partida contra a Ponte Preta em Campinas, o grande mérito dessa equipe foi a entrega de todos os jogadores ao esquema tático do treinador, que conseguiu fazer de um time inicialmente limitado e sem grandes estrelas, uma equipe equilibrada e vencedora.

(Rodriguinho)

(Jô)


A partida final não teve grandes emoções já que a vantagem alcançada na primeira partida deixava a equipe mosqueteira confortável, jogando defensivamente e apostando nos contra-ataques. Mesmo assim foi o Corinthians que abriu o marcador com o incansável Romero. No final, Marllon empatou a partida.


(Romero artilheiro da Arena)        créditos:Marcos Ribolli

Ao final. coube ao goleiro Cássio, capitão do time na partida, a honra de erguer a Taça da Competição.

CAMPEONATO PAULISTA 2017: FINAL - CORINTHIANS X PONTE PRETA
                                                                    foto: Miguel Schincariol


Primeira fase de grupos 


 São Bento 0x1 Corinthians
 Corinthians 0x2 Santo André
 Corinthians 1x0 Novo Horizontino
 Audax 0x1 Corinthians
 Corinthians 1x0 Palmeiras
 Mirassol 2x3 Corinthians
 Corinthians 1x0 Santos
 Ponte Preta 1x1 Corinthians
 Ferroviaria 1x0 Corinthians
 Corinthians 1x1 Red Bull Brasil
 São Paulo 1x1 Coritnhians
 Corinthians 3x1 Linense

Quartas de final

 Botafogo 0x0 Corinthians
 Corinthians 1x0 Botafogo

Semifinal

 São Paulo 0x2 Corinthians
 Corinthians 1x1 São Paulo

Final

 Ponte Preta 0x3 Corinthians
 Corinthians 1 x1  Ponte Preta 


Os jogadores que participaram dessa campanha foram:

Goleiros

Cássio,Walter, Matheus Vidotto,Caíque França

 Zagueiros

Balbuena, Pablo, Pedro Henrique, Léo Santos, Vílson

 Laterais

Fagner, Léo Príncipe, Moisés, Guilherme Arana

 Volantes

Maycon, Paulo Roberto, Gabriel, Marciel, Fellipe Bastos

 Meias

Giovanni Augusto, Guilherme, Marlone, Marquinhos Gabriel, Rodriguinho, Camacho, Jadson, Pedrinho

Atacantes

Romero, Kazim, Léo Jabá, Jô, Clayton

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

CORINTHIANS É DECACAMPEÃO DA COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JUNIOR

A meninada do Timão conquistou o 10º título do tradicional torneio de juniores, a Copa São Paulo de Futebol Junior.
A vitória contra a equipe do Batatais por 2 x 1 só veio coroar uma campanha perfeita. Foram 9 jogos com 9 vitórias, 30 gols marcados e 7 sofridos. Carlinhos foi o artilheiro da competição com 11 gols, e o meia Pedrinho  eleito o melhor jogador da competição ao lado do goleiro Gerson do Batatais, 


CAMPANHA

Na 1ª fase o Timão venceu os times do Pinheiro-MA por 6 x 0, o Operário-MS por 4 x 0, e o Taubaté-SP por 3 x 2
Na 2ª fase venceu o Manthiqueira-SP por 5 x 1
Na 3ª fase a vitória veio contra o Coritiba-PR por 2 x 1
Nas oitavas de final foi a vez dos Gaúchos do Internacional-RS sucumbirem por 3 x 1
Nas quartas de final o adversário foi o Flamengo-RJ campeão de 2016, mas a meninada focada nem tomou conhecimento e venceu os cariocas por 2 x 1.
A semifinal foi contra o Juventus-SP, o famoso moleque travesso  que adora aprontar das suas contra os grandes de São Paulo, mas desta vez não foi páreo e perdeu por 3 x 0
A final foi contra o Batatais-SP, que mesmo tendo perdido a semifinal para o Paulista-SP, acabou sendo beneficiado graças ao time adversário ter utilizado um jogador acima da idade limite, que no vocabulário futebolístico chamamos de " gato".
A partida teve domínio total do corinthianos, mas graças a marcação dobrada do adversário, o gol teimava em não sair. Os 3 gols da partida saíram apenas nos minutos finais do jogo. Placar final 2 x 1 e timão campeão pela décima vez.

Carlinhos artilheiro do campeonato

Pedrinho, eleito melhor jogador da competição

Os 25 comandados do técnico Osmar Loss foram:
Goleiros - Filipe, Diego e Luan
Zagueiros - Del´amore, Franklin, THiago e João Victor
Laterais - Carlos, Guedes, Guilherme Romão, Lucas Minele e Samuel
Volantes - Mantuan, Luisinho, Renan Areias, Roni e Ralo
Meias - Fabricio Oya, Marquinhos, Pedrinho e Vitinho
Atacantes - Carlinhos, Lucas Amorim, Matheus e Zé Gabriel

Parabéns Campeões
PUBLICIDADE




domingo, 17 de janeiro de 2016

GRANDES ÍDOLOS - RALF

Chegou ao fim a  vitoriosa passagem do volante Ralf pelo Corinthians. Foram  352 jogos ,9 gols marcados e 6 títulos conquistados com a camisa alvinegra em 6 anos. No início de 2016 foi confirmada sua transferência  para a equipe chinesa do Beijing Guoam.
O paulistano Ralf de Souza Teles chegou ao Timão em 2010 vindo do Grêmio Barueri. A princípio foi contratado para reforçar o elenco que disputaria a Taça Libertadores daquele ano. Desde a saída do  volante Cristian para o futebol turco em julho de 2009 que formava uma dupla afiada com Elias, a comissão técnica estava encontrando dificuldades para achar dentro do elenco que dispunha um outro jogador que tivesse o mesmo desempenho do antecessor. Com a chegada de Ralf tudo ficou mais fácil, pois o voluntarioso e aguerrido jogador encaixou-se como uma luva no esquema tático, e logo se tornou titular da camisa 5. Em sua primeira temporada não conquistou nenhum título, mas foi o suficiente para se firmar na posição. Marcou seus primeiros 2 gols durante o Campeonato Brasileiro.

(Ao lado de Elias, sintonia pura)


Em 2011, após o vice-campeonato Paulista, conquista seu primeiro título com o manto alvinegro, o de Campeão Brasileiro jogando agora ao lado de Paulinho já que Elias havia se transferido para o futebol espanhol. Sua atuação durante a competição lhe rendeu também o prêmio  de melhor volante do campeonato, além de terminar a temporada sem receber um único cartão vermelho. Ralf marcou 1 gol no Brasileirão

(Chapelando Neymar no Paulistão de 2011)


(Ralf e Paulinho Campeões Brasileiro em 2011)


Em 2012, consagra-se ao conquistar a 1ª Copa Libertadores da história do clube, e de quebra o Bicampeonato mundial de clubes da FIFA. Nessa temporada marcou 1 gol no Brasileirão, e 1 gol na Libertadores, gol esse que garantiu o empate do time na estreia da competição. Apesar de atuar no setor defensivo, Ralf novamente não foi punido nenhuma vez com o cartão vermelho durante toda a temporada.

(Comemorando seu gol na estréia da Libertadores 2012)

(Desfilando com a Taça do Mundial de Clubes 2012)



Em 2013 dias após a polêmica e precoce eliminação da Libertadores para os argentinos do Boca Juniors com direito a show de horrores da arbitragem,  ganha seu primeiro Paulistão em cima do Santos de Neymar em plena Vila Belmiro. Em julho conquista a Recopa Sul-americana ao derrotar o São Paulo nos jogos de ida e volta por 2x1 e 2x0 respectivamente. Nessa temporada marcou um gol no Brasileirão.

(Dando um chega pra lá em Ganso no Paulistão 2013)

(Disputando uma jogada com Douglas na Recopa 2013)

Em 2014, com a saída do Técnico Tite, o time cai de rendimento e não consegue nenhum resultado expressivo durante o ano. Nessa temporada, Ralf atuou como capitão em 46 jogos e marcou 1 gol na Copa do Brasil. Terminou o ano novamente sem receber nenhum cartão vermelho.

(Em ação contra o Atlético Mineiro no Brasileirão 2014)


Em 2015, o técnico Tite retorna ao comando da equipe , mas o Corinthians que sofre financeiramente acaba perdendo peças chaves em seu elenco, como Guerrero, Sheik e Fábio Santos o que acaba refletindo em muito no desempenho da equipe.  Apesar das fracas campanhas  no Paulistão, Libertadores e Copa do Brasil, a diretoria resolve confiar e manter o técnico Tite. Após um início de Brasileirão duvidoso, onde a grande maioria das pessoas acreditavam que o Timão iria no máximo brigar para não ser rebaixado, o time acaba engrenando, torna-se uma máquina afiada e ajustada em todos os setores, e encerra a temporada com o Hexacampeonato Brasileiro quebrando vários recordes positivos durante a competição. Ralf, que atuou em 31 dos 38 jogos do Brasileirão, foi fundamental para que o time alcançasse esses números. Como reconhecimento, teve a honra de erguer o Troféu do Campeonato.  Mais uma vez, o volante terminou a temporada sem receber nenhum cartão vermelho, provando que um defensor pode ser efetivo sem ser violento ou desleal.

(Sendo homenageado pelos 350 jogos pelo Timão)


(Erguendo o Troféu do Hexa)

Valeu Pitbull.