segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O DRAMA DO GOLEIRO BARBOSINHA

Voltando um pouco no tempo, mais precisamente em 1950, a Seleção Brasileira tinha em sua meta, um Goleiro negro de nome Barbosa, que apesar de ser um excelente jogador, ficou marginalizado para sempre como o responsável pela derrota do Brasil para o Uruguai na final da Copa do Mundo de 1950. Nas décadas de 40/50, a maioria dos jogadores eram taxados de "malandros e vagabundos". Além da profissão ser mal vista, goleiro negro ainda carregava a pecha de "azarado".
Considerado uma grande revelação, Lourival de Almeida Filho, o "Barbosinha", desafiou um terrível preconceito : Era negro e apelidado de Barbosinha, devido à semelhança com o goleiro Barbosa. Infelizmente o acaso lhe pregou uma peça, e após levar dois gols do palmeirense Tupãnzinho, que tirou o Timão da disputa do título paulista de 1967, acabou sendo crucificado pela torcida sob a alcunha de frangueiro e vendido, sendo sumariamente execrado do time, embora tenha participado de mais uma partida amistosa com a camisa do Corinthians após o ocorrido.

(Barbosinha)


(Barbosa goleiro da Seleção de 1950)
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.