Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

SÃO JORGE O PADROEIRO DO CORINTHIANS

Dia 23 de abril comemora-se o dia de São Jorge da Capadócia, Santo patrono da Inglaterra, Portugal, Geórgia, Lituânia e do Corinthians.
Segundo o responsável pela capela do clube, Monsenhor Arnaldo Beltrame, como São jorge era o padroeiro do time inglês que inspirou o nome do nosso Corinthians, o Corinthian Casuals, seus fundadores resolveram elege-lo também como o padroeiro do Timão. (Capela de São Jorge no Corinthians)



(Oração a São Jorge)

GRANDES ÍDOLOS - BASÍLIO

João Roberto Basílio, ou simplesmente Basílio, ficará para sempre na história e nos corações da fiel, devido ao gol marcado contra a Ponte Preta em 1977 na final do Campeonato Paulista, que tirou o Timão da incomoda fila de quase 23 anos sem ganhar o Paulistão. Após defender a Portuguesa por quase 10 anos, transfere-se em 1975 para o Corinthians com a dura missão de herdar a camisa 10 que fora de Rivellino. Apesar de dificilmente errar um passe a curta distância, Basilío não era um jogador que fazia jogadas geniais. Em um jogo contra o América de Rio Preto, no Pacaembu, em 1975, chegou a sofrer uma parada respiratória em campo, após um choque com o goleiro do time adversário.
Em 1981, com a reformulação do elenco, despede-se do clube. Encerrou sua carreira no Taubaté, e posteriormente tornou-se técnico, inclusive dirigindo o próprio Timão em 4 oportunidades distintas - 1985 como interino, 1987, 1989/1990 e 1992 Foram 253 jogos com a camisa Corinthiana, e 29 gols marcados, além dos 2 …

A DEMOCRACIA CORINTHIANA

Maior movimento ideológico da história do futebol mundial, a Democracia Corinthiana (termo criado pelo publicitário Washington Olivetto) surgiu nos idos de 1982, após o fim do mandato de Vicente Matheus, e início de mandato de Waldemar Pires. Liderados pelos jogadores Sócrates, Wladimir, e casagrande, a Democracia consistia num sistema de autogestão onde jogadores, comissão técnica e diretoria decidiam tudo no voto, cujo valor tinha o mesmo peso na hora da decisão. Durante esse período, o Timão foi o primeiro clube a estampar publicidade em seu uniforme, inclusive frases de cunho político "Diretas-já" "Eu quero votar para presidente", em plena época de ditadura militar. No período que compreendeu a Democracia Corinthiana, 1982-1984, o clube conquistou 2 Campeonatos Paulista, foi semifinalista do Brasileirão, além de saldar todas as suas dívidas, e deixar um fundo de reserva nos cofres do clube de U$ 3.000.000,00 (Sócrates, Rita Lee, Wladimir e Casagrande em Showmí…

O MARCO ZERO CORINTHIANO - ONDE TUDO COMEÇOU

1º de Setembro de 1910, 20h30m. À rua José Paulino, esquina da rua Cônego Martins, reúnem-se Anselmo Correa, Antonio Pereira, Carlos Silva, Joaquim Ambrósio, Raphael Perrone. E assim nascia o Sport Club Corinthians Paulista. Mais 8 pessoas contribuíram com 20.000 réis e também foram consideradas sócias-fundadoras: Alexandre Magnani (fundidor), Miguel Bataglia (fiscal da Light), Antônio Nunes (alfaiate), César Nunes (pintor de paredes), Salvador Lopomo (macarroneiro), Antônio Vizzone, Emílio Lotito e Jorge Campbell (esses 3 viriam abrir uma confeitaria com Magnani). Por falta de papel, a primeira ata teria sido registrada no alto de uma palheta, emprestada pelo 14º personagem, João Murino, torneiro da companhia ferroviária São Paulo Railway e considerado o dândi daquele grupo. Em 22 de setembro de 1910, os jornais Estado de S. Paulo e O Comércio de S.Paulo publicaram em suas páginas a seguinte nota:
Sport Club "Corinthians"Paulista  Com esta denominação supra fundou-se nesta c…

GRANDES ÍDOLOS - RONALDO GIOVANELLI

Ronaldo Giovanelli, iniciou sua carreira no Time profissional do Corinthians em 1988, tendo o Clube como titulares em sua posição, 2 Goleiros que já haviam passado pela Seleção Brasileira - Waldir Peres e Carlos - Em seu primeiro clássico contra o São Paulo, em fevereiro de 1988, Ronaldo defendeu uma penalidade cobrada pelo então zagueiro tricolor Dario Pereyra, garantido assim a vitória do Timão por 2 x 1. Dai em diante, foram 601 jogos em 10 anos como titular absoluto da camisa 1 corinthiana. Muito bom tecnicamente, Ronaldo deixava a desejar no quesito disciplina, inclusive prejudicando o time várias vezes com suas expulsões desnecessárias. Até hoje é o terceiro jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube. Atualmente é comentarista esportivo de um canal de televisão.




(Ronaldo ao lado do comentarista Silvio Luiz)

CORINTHIANS O "CAMPEÃO DOS CAMPEÕES"

A expressão que faz parte do prórpio hino, na verdade é devido a um fato ocorrido em 1930, em um desafio entre os Campeões Paulista (Corinthians) e Carioca (Vasco da Gama) daquele ano. No primeiro jogo deu Timão por 4 x 2. No segundo e decisivo jogo, após sair perdendo por 2 x 0, o Timão mostrou aos cariocas que era o time das viradas, e venceu a partida por 2 x 3, ficando com o Título honorário de "Campeão dos Campeões"
(Nerino, Grané, Tuffy, Del Debbio, Guimarães e Munhoz. Agachados: Filó, Apparicio, Gambinha, Rato e De Maria. Time que venceu o Vasco por 4 x 2, e que renderia o apelido de Campeão dos Campeões.)

MOSQUETEIRO O MASCOTE DO CORINTHIANS

Segundo alguns autores, o apelido de mosqueteiro se deve ao fato de que, após o amistoso contra o Barracas da Argentina em 1929 no Parque São Jorge, onde o time consquistou sua primeira vitória internacional, e que devido à garra durante a partida,  e a emoção dos jogadores após o final do jogo, o jornalista Tomás Mazzoni de A Gazeta, em nota publicada no dia seguinte,  comentou que o time tinha jogado com "Fibra de Mosqueteiro", originando assim o apelido que perdura até os dias de hoje. Existem outras versões, mas me parece que essa seja a mais verossímil de todas.



OS HINOS DO CORINTHIANS

O Primeiro Hino do Timão foi idealizado em 1930, tendo como seus autores Eduardo Dohmen (letra) e  La Rosa Sobrinho (música) , Foi gravado por Guarani e Pirajá . O Hino escolhido como oficial que escutamos nos dias de hoje foi idealizado pelo jornalista Lauro D´avila entre 1951 e 1952 e batizado inicialmente de Campeão dos Campeões
(PRIMEIRO HINO - 1930) LUTAR...LUTAR.... É NOSSO LEMA SEMPRE PARA A GLÓRIA JOGAR...JOGAR... E CONQUISTAR OS LOUROS DA VITÓRIA E PROCLAMAR NOSSO PENDÃO É ALVINEGRO E SEMPRE HÁ DE BRILHAR.
LUTAR, VIRIL PARA A GRANDEZA E GLÓRIA DO BRASIL
CORINTHIANS... CORINTHIANS....
A GLÓRIA SERÁ TEU REPOUSO E NÓS UNIDOS SEMPRE... ELEVAREMOS TEU NOME GLORIOSO.






(HINO ATUAL) SALVE O CORINTHIANS O CAMPEÃO DOS CAMPEÕES ETERNAMENTE, DENTRO DOS NOSSOS CORAÇÕES
SALVE O CORITNHIANS DE TRADIÇÃO E GLÓRIAS MIL; TU ÉS O ORGULHO DOS ESPORTISTAS DO BRASIL
TEU PASSADO É UMA BANDEIRA TEU PRESENTE, UMA LIÇÃO FIGURAS ENTRE OS PRIMEIROS DO NOSSO ESPORTE BRETÃO
CORINTHIANS GRANDE, SEMPRE ALTANE…