quarta-feira, 7 de julho de 2010

GRANDES ÍDOLOS - VAGUINHO

Mineiro de Belo Horizonte, Wagno de Freitas, ou simplesmente Vaguinho, começou no Democrata de Sete Lagoas aos 13 anos, sua trajetória no futebol. Aos 16 anos já despontava no quadro principal da equipe. Ponta-direita habilidoso e extremamente veloz logo despertou a atenção dos clubes grandes de seu estado, sendo então contratado pelo Atlético Mineiro em 1967.
No Atlético chegou para ocupar a posição do jogador Buião que estava de partida para o Corinthians.
Em 1970 conquista o Campeonato Mineiro. Em 1971, aos 20 anos de idade é vendido ao Corinthians.
Sua chegada ao Timão coincidiu novamente com a partida de Buião, que dessa vez estava transferindo-se para o Flamengo (RJ).


Vaguinho estreou com a camisa alvinegra em 4 de agosto de 1971 em um amistoso contra seu ex-clube, o Atlético Mineiro. Derrota por 1 x 4.
Nesse mesmo ano, mais exatamente em outubro, durante uma partida contra o São Paulo, em jogo válido pelo Paulistão de 1971, Vaguinho sofre uma lesão (fratura) ao dividir uma bola com o meio-campista tricolor Gérson, afastando-o por 4 meses dos gramados.
Em 1972 já estava de volta, e rapidamente recuperou a condição de titular da  equipe.
Em 1974 estava em campo quando o Timão teve a chance de encerrar o jejum de títulos contra o Palmeiras, mas infelizmente não conseguiu.
Em 1977, após ficar ausente da 1ª partida da Final contra a Ponte Preta (Tinha recebido o 3º cartão amarelo), Vaguinho ficou sabendo que não iria começar a segunda partida como titular, perdendo a posição para o atacante Basílio. Inconformado com a situação, foi conversar com o Técnico Brandão na tentativa de persuadi-lo da ideia, mas não obteve exito.
Revoltado, ameaçou abandonar a delegação que estava concentrada em um hotel da capital paulistana. Após conversar com sua mulher, e o preparador físico da equipe, José Teixeira, resolveu ficar.
O resumo da ópera, é que Vaguinho acabou entrando na partida após o atacante Palhinha sair contundido no final do 1º tempo, e marcou o gol solitário da derrota por 1 x 2, resultou que obrigou a ter uma terceira partida para definir o campeão daquele ano, que como todos nós já sabemos, ficou com o Timão.
Em 1979 conquista seu segundo Campeonato Paulista, e novamente contra a Ponte Preta de Campinas.
Em 1981, após 10 anos de clube,548 jogos e 108 gols,Vaguinho se despede da equipe e retorna para o Atlético Mineiro.
Em 1982 defende as cores do Santo André (SP) onde ao final da temporada encerra sua carreira.





.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.