Pular para o conteúdo principal

GRANDES ÍDOLOS - VAGUINHO

Mineiro de Belo Horizonte, Wagno de Freitas, ou simplesmente Vaguinho, começou no Democrata de Sete Lagoas aos 13 anos, sua trajetória no futebol. Aos 16 anos já despontava no quadro principal da equipe. Ponta-direita habilidoso e extremamente veloz logo despertou a atenção dos clubes grandes de seu estado, sendo então contratado pelo Atlético Mineiro em 1967.
No Atlético chegou para ocupar a posição do jogador Buião que estava de partida para o Corinthians.
Em 1970 conquista o Campeonato Mineiro. Em 1971, aos 20 anos de idade é vendido ao Corinthians.
Sua chegada ao Timão coincidiu novamente com a partida de Buião, que dessa vez estava transferindo-se para o Flamengo (RJ).


Vaguinho estreou com a camisa alvinegra em 4 de agosto de 1971 em um amistoso contra seu ex-clube, o Atlético Mineiro. Derrota por 1 x 4.
Nesse mesmo ano, mais exatamente em outubro, durante uma partida contra o São Paulo, em jogo válido pelo Paulistão de 1971, Vaguinho sofre uma lesão (fratura) ao dividir uma bola com o meio-campista tricolor Gérson, afastando-o por 4 meses dos gramados.
Em 1972 já estava de volta, e rapidamente recuperou a condição de titular da  equipe.
Em 1974 estava em campo quando o Timão teve a chance de encerrar o jejum de títulos contra o Palmeiras, mas infelizmente não conseguiu.
Em 1977, após ficar ausente da 1ª partida da Final contra a Ponte Preta (Tinha recebido o 3º cartão amarelo), Vaguinho ficou sabendo que não iria começar a segunda partida como titular, perdendo a posição para o atacante Basílio. Inconformado com a situação, foi conversar com o Técnico Brandão na tentativa de persuadi-lo da ideia, mas não obteve exito.
Revoltado, ameaçou abandonar a delegação que estava concentrada em um hotel da capital paulistana. Após conversar com sua mulher, e o preparador físico da equipe, José Teixeira, resolveu ficar.
O resumo da ópera, é que Vaguinho acabou entrando na partida após o atacante Palhinha sair contundido no final do 1º tempo, e marcou o gol solitário da derrota por 1 x 2, resultou que obrigou a ter uma terceira partida para definir o campeão daquele ano, que como todos nós já sabemos, ficou com o Timão.
Em 1979 conquista seu segundo Campeonato Paulista, e novamente contra a Ponte Preta de Campinas.
Em 1981, após 10 anos de clube,548 jogos e 108 gols,Vaguinho se despede da equipe e retorna para o Atlético Mineiro.
Em 1982 defende as cores do Santo André (SP) onde ao final da temporada encerra sua carreira.





.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

1981 ANO DO PRIMEIRO REBAIXAMENTO DO CORINTHIANS

1981 será um ano para ser esquecido pelos torcedores corinthianos. No Brasileiro, o time alcança sua pior classificação de sua história em campeonatos brasileiro, a 26º colocação. No Campeonato Paulista, que classificava apenas os 7 primeiros colocados automaticamente para o Brasileirão do ano seguinte, o Timão acabou na 8ª colocação, e viu-se obrigado a disputar a Taça de Prata, nome que se dava à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. 
(Rondinelli, Gomes, Zé Maria, Rafael, Caçapava e Wladimir. Agachados: Biro-Biro, Sócrates, Mário, Zenon e Paulo César Caju)

TODOS OS UNIFORMES OFICIAIS DO CORINTHIANS

O primeiro uniforme do Timão era uma cópia do Time Inglês, Camisas bege e Calções Pretos. Como era difícil encontrar calções desta cor, o time utilizou calções brancos . O engraçado, era que o Calção do time inglês era na verdade azul escuro.
Em sua estréia no Futebol Oficial, em 1913, o Time aparece vestido com camisas brancas e calções pretos, cujas primeiras camisas  teriam sido feitas com sacos de farinha. Neste periodo que compreende os anos de 1913 a 1919, a única mudança seria em relação ao distintivo.


A partir de 1919 a camisa ganha um novo distintivo, perde a gola e os punhos pretos.


Em 1939 surge o distintivo com a âncora e os remos. Voltam a gola e os detalhes das mangas em preto.


Em 1949, em homenagem ao Torino da Itália, cujo time havia sido dizimado em acidente aéreo quatro dias antes, o Timão enfrenta a Lusa em um amistoso, vestindo uma camisa grená.

Em 1965 o Timão representa a Seleção Brasileira com a camisa azul da antiga CBD, em um amistoso contra o Arsenal da Ing…

A HISTÓRIA DO CLÁSSICO - CORINTHIANS X SANTOS

Dentre os times considerados grandes do futebol paulista, Corinthians e Santos é considerado o clássico mais antigo. A primeira partida envolvendo as duas agremiações nesse centenário confronto ocorreu em 22 de junho de 1913 com vitória do time praiano por 6 x 3. A primeira vitória do Timão aconteceu apenas em 26 de agosto de 1917 quando  venceu por 3 x 0 todos marcados por Neco. Em 11 de julho de 1920, o Corinthians aplicou sua maior goleada contra o Santos 11 x 0. A partida realizada na Vila Belmiro teve que ser interrompida aos 21 minutos do 2º tempo, já que os jogadores do Santos começaram a forçar expulsões até ficarem com um número insuficiente para que a partida pudesse ser concluída. Os heróis daquela tarde foram : Colombo, Nando, Gano, Garcia, Amilcar, Ciasca, Américo, Neco, Bororó, Gambarotta e Basílio (Foto abaixo)



Em 4 de setembro de 1927 foi a vez do time praiano aplicar uma goleada de 8 x 3.
Em janeiro de 1931 a torcida corinthiana lota 80 vagões de trem que saíram das …