domingo, 16 de dezembro de 2012

CORINTHIANS É BICAMPEÃO MUNDIAL DE CLUBES DA FIFA

16 de dezembro de 2012 é mais uma data importante a ser eternizada pela fiel torcida alvinegra. Foi nesse dia que o Timão conquistou seu segundo título de Campeão Mundial de Clubes da FIFA, ao bater na final o time inglês do Chelsea por 1 x 0.
O título da Campeão da Libertadores das Américas de 2012,  garimbou  o passaporte corinthiano para disputar o Torneio Mundial organizado pela FIFA .
Além do Timão, Campeão das Américas, participaram também o Chelsea (Campeão da UEFA), os mexicanos do Monterrey (Campeão da CONCACAF), os egípcios do Al Ahly (Campeão Africano), os coreanos do Ulsan Hyundai (Campeão Asiático), os neo-zelandeses do Auckland City (Campeão da Oceania), além do time japonês do Sanfrecce Hiroshima (Campeão Japonês).
Corinthians e Chelsea entraram direto nas semifinais da competição. O Timão garantiu sua vaga na grande final ao vencer pelo apertado placar de 1 x 0 os egipcios do Al ahly, com um gol do atacante peruano Paolo Guerrero aos 30 minutos do 1º tempo de jogo.

(Guerrero sobe para marcar o gol da vitória)

(Alessandro em ação)

A partida contra os Campeões Africanos teve duas etapas bem distintas. Na 1ª etapa, o Corinthians dominou a maioria das ações, abriu o marcador com o atacante Guerrero aos 30 minutos, e o goleiro Cássio quase  não foi incomodado pelos atacantes adversários. Na segunda etapa da partida, as coisas se inverteram. O Timão recuou inexplicavelmente, e os egípcios, aproveitando-se do momento , começaram a bombardear o gol do arqueiro alvinegro. A partida que para muitos, seria tranquila, passou a ter contornos de dramaticidade até o apito final do árbitro mexicano Marco Rodriguez.


Do outro lado do chaveamento do Torneio, vinha o badalado Chelsea, atual Campeão da UEFA, e tido como o grande favorito pelas casas de apostas ao título do Torneio. Na semifinal, os ingleses passaram sem sustos  pelos mexicanos do Monterrey por 3 x 1, classificando-se assim para a grande final.

16/12/2012
Perfilados, os dois times adentraram o Estádio Internacional de Yokohama em Yokohama, Japão, sob os olhares de mais de 68 mil torcedores presentes, a grande maioria corinthianos, vindos das mais diversas partes do Brasil, e do mundo. 
A grande massa de fiéis torcedores fez com que os jogadores corinthianos tivessem a sensação de estarem jogando em casa, no Estádio do Pacaembu.

(Fiel marcando presença no Japão)

O JOGO
A partida começou equilibrada, com os dois times exercendo forte marcação em todos os setores do campo.
Diferentemente do 2º tempo contra os egípcios, o Timão começou o jogo atacando os ingleses, que no contra-ataque deram o primeiro susto na torcida corinthiana com um chute a curta distância do jogador Cahill, defendida pelo goleiro Cássio.
O Timão teve também boas chances no 1º tempo nos pés de Paulinho aos 19 minutos, e de Emerson aos 28 minutos, mas a pontaria dos jogadores corinthianos acabou falhando.
Os ingleses tiveram outra ótima chance de abrir o marcador nos pés do atacante Moses aos 40 minutos, mas o goleiro Cássio, mais uma vez mostrou que estava num dia inspirado e espalmou a bola com a ponta dos dedos para escanteio.
Apesar das oportunidades, o primeiro tempo acabou ficando mesmo no 0 x 0.

(Goleiro Cássio fechando o gol corinthiano contra o atacante Hazard))

(Danilo e Paulo André marcando o atacante Fernando Torres)

O segundo tempo da partida começou equilibrado, com as duas equipes buscando o gol. Embora os ingleses continuassem perigosos com os avanços do hábil ponteiro Belga Hazard, o Timão começou a sufocar bastante o time inglês em seu campo, e ficar mais tempo com a posse de bola.
Aos 18 minutos, Paulinho levou susto a zaga do Chelsea, após receber passe preciso do atacante Guerrero.

(Guerrero comemorando o gol do título)

Aos 23 minutos, após jogada individual de Paulinho, Danilo pegou a sobra, e de dentro da grande área chutou. A bola desviou na zaga inglesa, e sobrou livre para o atacante peruano Paolo Guerrero marcar de cabeça o primeiro gol do Timão.
Após o gol, o Timão continuou dominando as ações do jogo, impedindo o time inglês de criar jogadas de ataque.
Faltando poucos minutos para o término da partida, mais uma vez o goleiro Cássio apareceu para garantir a vitória.
Aos 49 minutos, o árbitro turco Cuneyt Çakir encerrou a partida, e a festa corinthiana teve início.

(O Capitão Alessandro levantando a Taça)



OS HERÓIS
Os 23 guerreiros que participaram dessa vitoriosa campanha sob a batuta do Técnico Tite  foram:


Goleiros: Cássio, Julio Cesar e Danilo Fernandes
Laterais: Alessandro, Fábio Santos e Guilherme Andrade
Zagueiros: Chicão, Paulo André, Wallace, Anderson Polga e Felipe
Volantes: Ralf, Paulinho,  Willian Arão e Edenílson
Meias: Douglas, Danilo e Giovanni
Atacantes: Emerson, Paolo Guerrero, Jorge Henrique, Martinez e Romarinho 

(David Luiz, Cássio e Paolo Guerrero)
Para fechar com chave de ouro a gloriosa campanha, o Timão teve 2 dos 3 jogadores eleitos como melhores do Torneio.
O Atacante corinthiano Paolo Guerrero ficou com o Troféu de 3º lugar. O zagueiro do time inglês, o também brasileiro David Luiz ficou com o 2º lugar, e o Goleiro Cássio foi eleito o melhor jogador da competição. Além  do Troféu, Cássio ganhou também um carro zero quilômetro da Toyota, patrocinadora oficial da competição.

O GRANDE RESPONSÁVEL

(O Técnico Tite ao lado do Capitão Alessandro)

Não posso deixar de enaltecer o grande trabalho do Técnico Tite, que graças ao seu estilo agregador de comandar a equipe, foi um dos principais responsáveis pelo exito do time no Japão.

PARABÉNS CORINTHIANS ÚNICO TIME BRASILEIRO BICAMPEÃO MUNDIAL DE CLUBES PELA FIFA





AS PELOTAS DOS CENTENÁRIOS DO CORINTHIANS

Além de todas as glórias já alcançadas em sua centenária trajetória, o Corinthians continua sendo o único time Paulista detentor de 2 Títul...