quinta-feira, 27 de setembro de 2012

ALFREDO BORBA

Compositor , cronista esportivo, e autor de diversas Marchas carnavalescas e músicas relacionadas ao futebol, o corinthiano Alfredo Borba entrou definitivamente para a história do clube alvinegro de Parque São Jorge  ao compor a marchinha de carnaval "Gol de Baltazar", e a música "Corinthians Campeão do IV Centenário", imortalizadas respectivamente nas vozes de Elza Laranjeira e Orlando Ribeiro.
A primeira enaltecia os gols marcados pelo centroavante e artilheiro corinthiano dos anos 40/50, que ficou conhecido nacionalmente como "Cabecinha de Ouro".
A segunda música foi uma homenagem ao título do Campeonato Paulista de 1954, ano em que a cidade de São Paulo completava 400 anos de sua fundação.

Corinthians Campeão do IV Centenário

Corinthians, Corinthians...
Falou bem alto a tradição
Corinthians, Corinthians...
Por 100 anos serás o campeão...
Corinthians!
Sempre leal adversário...
Ostenta com orgulho a faixa de campeão do IV Centenário

Nasceste sob a luz de um lampião
Pra ser o rei do nosso esporte bretão
Tens em São Jorge o seu padroeiro
És do Brasil o time mais brasileiro.


Gol de Baltazar

Gol de Baltazar,
Gol de Baltazar,
Salta o "Cabecinha",
Um a zero no placar.
(bis)

O Mosqueteiro,
Ninguém pode derrotar,
Carbone é o artilheiro espetacular,
Cláudio, Luizinho e Mário,
Julião, Roberto e Idário,
Homero, Olavo e Gilmar,
São os onze craques,
Que São Paulo vai consagrar.


(Alfredo Borba)


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

CRAQUES DO PASSADO- PAULO CÉSAR FEITOSA

Revelação do time de juniores do Timão no início dos anos 80, o zagueiro Paulo foi alçado ao time principal no final de 1983, ano da Democracia Corinthiana. Sua estréia aconteceu em  19 de novembro de1983 contra o time do São Bento de Sorocaba em partida válida pelo Paulistão daquele ano. 
Apesar de ter jogado  apenas uma vez durante todo o campeonato, Paulo fez parte do elenco Campeão Paulista de 83.
Entre os anos de 1983 e 1985 Paulo teve a difícil tarefa de disputar uma vaga no time titular com jogadores já consagrados, como Juninho Fonseca, Mauro e Hugo De Léon.
Em 1986 teve mais oportunidades de começar jogando no time titular, mas as duas derrotas para o arquirrival Palmeiras por 5 x 1 e 3 x 0  no Campeonato Paulista fizeram com que a diretoria alvinegra corresse  atrás de um zagueiro mais experiente para reforçar a zaga que iria disputar o Brasileirão daquele ano. Com a chegada do veterano Luís Pereira, Paulo acabou não sendo aproveitado pela comissão técnica.
Após 75 jogos e 2 gols marcado, Paulo despede-se do Timão, e vai jogar emprestado no Sport do Recife.
Em 1987 é contratado em definitivo pelo Coritiba.
Após passagens por mais algumas equipes, decide encerrar a carreira no Araçatuba (SP).


quarta-feira, 5 de setembro de 2012

CRAQUES DO PASSADO - LEANDRO CASTÁN

Paulista da cidade de Jaú, Leandro Castán da Silva chegou ao Corinthians em 2010 vindo do Grêmio Barueri.
Em sua breve passagem pelo Timão, ajudou a conquistar o Brasileirão de 2011, e a tão almejada Libertadores de 2012.
Em julho de 2012, após 110 partidas com o manto alvinegro, é negociado com o time italiano da Roma.



AS PELOTAS DOS CENTENÁRIOS DO CORINTHIANS

Além de todas as glórias já alcançadas em sua centenária trajetória, o Corinthians continua sendo o único time Paulista detentor de 2 Títul...