terça-feira, 1 de maio de 2012

CRAQUES DO PASSADO - SIMÃO

O pernambucano Pedro Simão Aquino de Araújo começou sua carreira futebolística do Sport Club no Recife em 1943. Lá permaneceu até o final de 1946. No ano seguinte transferiu-se para a Portuguesa de Desportos onde, logo em seu primeiro ano, conquistaria o  Torneio Início do Paulistão. Ponta-esquerda habilidoso, veloz e talentoso, logo destacou-se no cenário brasileiro, sendo então convocado em 1949 para defender a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-americano. Pela Seleção atuou 14 vezes  e marcou 5 gols, além do título de Campeão Sul-americano de 1949.
Em 1952, jogando ao lado de Julinho Botelho, Renato, Nininho e Pinga I conquista o Torneio Rio-São Paulo .
Em setembro de  1953, já próximo de completar 30 anos, Simão chega ao Timão. Sua estréia foi na vitória de virada contra o Santos na Vila Belmiro por 1 x 2. Com a saída do driblador Mário, que foi para o Vasco da Gama, Simão assume em definitivo a vaga da ponta-esquerda no time titular. 
Em 1954 conquista os títulos do Torneio Rio-São Paulo e do Paulistão do IV Centenário.
Em 24 de julho de 1955, após 92 partidas e 20 gols marcados, despede-se do Corinthians marcando o 4º gol da vitória corinthiana  contra o Linense (SP) por 4 x 0 em jogo válido pelo Torneio Início do Paulistão daquele ano.
No segundo semestre de 1955 vai defender as cores do São Bento de Sorocaba.
Em 1956 estava de volta à Portuguesa de Desportos, time que mais vezes defendeu (229 jogos), e onde permaneceu até 1957.
Encerrou sua carreira no Vila Santista Futebol Clube de Mogi das Cruzes.
Infelizmente, quando faleceu na cidade de São Caetano do Sul (data ignorada), Simão encontrava-se em plena miséria, e esquecido por seus ex-clubes.

(No timaço da Lusa em 1952. É o último agachado à direita)

(Em 1954 no Timão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.