sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

TIMÃO É OCTOCAMPEÃO NACIONAL DE FUTEBOL?

-->
-->
O Campeonato Brasileiro foi criado em 1971, em substituição ao Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o “Robertão”, que foi disputado nacionalmete entre os anos de 1967 a 1970 (em 1968 passou a chamar-se Taça de Prata), já que originalmente era um torneio interestadual (Torneio Rio-São Paulo). Entre os anos de 1959 a 1968, havia um outro torneio de nível nacional, a Taça Brasil, cuja participação era restrita aos campeões estaduais , ou seja, uma fórmula mais próxima da atual Copa do Brasil do que propriamente do Brasileirão.
Na atual fórmula de disputa, o São Paulo é o maior vencedor com 6 títulos, seguido de perto por Corinthians e Flamengo com 5 títulos cada e Palmeiras e Vasco da Gama com 4 títulos cada. Completam a lista Internacional com 3 títulos, Fluminense, Grêmio e Santos com 2 cada, Atlético-MG, Atlético-PR, Sport do Recife, Bahia, Botafogo, Coritiba e Guarani-SP com 1 título cada.
Recentemente a CBF, depois do chororô de alguns clubes que não ganhavam nada a tempos nos gramados, caso específico do Palmeiras, reconheceu os títulos dos finados torneios Taça de Brasil e Taça de Prata.
Os maiores beneficiados com esse absurdo foram o Santos e o Palmeiras, que com 6 títulos e 4 títulos respectivamente tornaram-se da noite para o dia nos maiores vencedores do país.
A situação é tão absurda, que o Palmeiras conseguiu anexar 2 títulos de “campeão nacional” ao seu curriculo num mesmo ano ( foi campeão da Taça Brasil e do Robertão de 1967), graças a essa façanha de caráter dúbeo da CBF, a bagunça está instalada.
Baseado nesses dados “oficializados pela CBF”, eu Fernando Tobo, responsável pelo Blog, achei então interessante e correto anexar os títulos da atual Copa do Brasil à lista de Campeões Nacionais.
Portanto o novo ranking nacional ficou assim :
PALMEIRAS 10 TÍTULOS  E SANTOS - 9 TÍTULOS 
CORINTHIANS - 8 TÍTULOS
FLAMENGO* - 7 TÍTULOS
CRUZEIRO, GRÊMIO E SÃO PAULO - 6 TÍTULOS CADA
VASCO DA GAMA - 5 TÍTULOS
FLUMINENSE E INTERNACIONAL-RS - 4 TÍTULOS CADA
SPORT RECIFE*, BAHIA E BOTAFOGO - 2 TÍTULOS CADA
ATLÉTICO-MG, ATLÉTICO-PR, CORITIBA, GUARANI-SP,
CRICIÚMA, JUVENTUDE, PAULISTA-SP,
E SANTO ANDRÉ-SP - 1 TÍTULO CADA
obs. * Flamengo e Sport Recife reenvidicam título nacional de 1987 (Nessa tabela o título foi considerado para o Sport do Recife)


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

PRÊMIOS CRAQUE DO BRASILEIRÃO 2011 E BOLA DE PRATA DA PLACAR


-->
-->
Foi realizada ontem, dia 5 de dezembro, no Auditório Ibirapuera em São Paulo, a cerimônia do Prêmio Craque do Brasileirão 2011, além é claro da entrega do troféu pela conquista do Campeonato Brasileiro de 2011 ao Corinthians . O Prêmio foi entregue pelo ex-jogador Ronaldo “Fenômeno” Nazário ao Presidente corinthiano Andres Sanchez que o passou para as mãos dos capitães Alessandro e Chicão que o ergueram para delírio dos corinthianos presentes na platéia.

O Timão teve ainda dois jogadores premiados na noite. Ralf e Paulinho receberam o troféu como os melhores volantes pela direita e esquerda respectivamente.


Em sua 42ª edição consecutiva, a revista Placar premiou com a Bola de Prata os melhores do campeonato, os jogadores corinthianos Paulo André e Paulinho foram agraciados com o troféu como os melhores em suas posições.



CORINTHIANS PENTACAMPEÃO BRASILEIRO 2011

-->
A PARTIDA FINAL

O Corinthians chegou a última rodada do campeonato precisando apenas de um empate contra o seu arqui-rival Palmeiras, enquanto o Vasco da Gama que enfrentava o Flamengo no Engenhão precisava vencer o rubro negro e ainda torcer por um tropeço corinthiano para colocar a mão na taça.
Antes do início do jogo houve uma homenagem dos jogadores e torcedores ao ex-jogador e ídolo corinthiano Sócrates, que havia falecido horas antes num hospital paulistano.  Todos ergueram o braço para cima, imitando o gesto que o craque fazia após marcar um gol.


A partida começou nervosa, com domínio palmeirense, embora tenha levado pouco perigo ao gol de Júlio César. Enquanto isso, no Engenhão, o Vasco da Gama ganhava por 1x0 do Flamengo com um gol do ex-palmeirense Diego Souza. No segundo tempo, o irritante atacante palmeirense Valdivia foi expulso após entrada violenta em Jorge Henrique. Mesmo com um a mais, o Timão continuava a sofrer com as cobranças de faltas de Marcos Assunção. Wallace expulso, após entrada faltosa em Maikon Leite deixou os dois times com 10 em campo. No Engenhão. Renato Abreu empatava a partida para o Flamengo. Apesar do esforço Palmeirense em estragar a festa alvinegra, o máximo que aconteceu foi uma bola na trave do atacante Fernandão após cobrança de falta de Marcos Assunção.


Nos minutos finais, Jorge Henrique, para gastar o tempo, resolveu “homenagear” o rival Valdivia, executando o famoso “chute no vácuo” para delírio da Fiel. O jogador João Vítor não gostou da provocação e deu uma entrada maldosa no jogador corinthiano. Foi a deixa para início de uma pancadaria que resultou na expulsão de mais 2 jogadores, João Vítor e Leandro Castán.


Após os ânimos acalmados, o juiz que acrescentou mais 4 minutos encerrou a partida para delírio dos jogadores e torcedores.
 A festa tomou conta do gramado com os  Jogadores e comissão técnica . Até o Presidente do clube Andres Sanchez entrou na brincadeira, sendo jogado ao ar pelos jogadores.









-->
O CAMPEONATO

O início alvinegro foi arrasador, com 8 vitórias e 2 empates nos primeiros 10 jogos. Campeão simbólico do primeiro turno, o Timão passou a oscilar bons e maus resultados no segundo turno, permitindo que os adversários diminuíssem a vantagem adquirida com a ótima campanha do primeiro turno.
O Timão permaneceu durante 27 rodadas na liderança do Torneio. Foram 21 vitórias 8 empates e 9 derrotas. Marcou 53 gols e sofreu 36. Foi o time que mais venceu, o melhor mandante, a defesa menos vazada, e o melhor saldo de gols ao lado dos Vascaínos.
Liédson com 12 gols, Paulinho com 8 gols, Willian, Alex e Émerson com 6 gols cada foram os principais goleadores do time.


A CAMPANHA

Durante a campanha, tiveram momentos que marcaram a conquista. A começar pela goleada de 5x0 sobre o São Paulo na 6ª rodada do primeiro turno. Na 10ª rodada contra o Botafogo, o goleiro Júlio César sofreu uma luxação exposta, mas mesmo assim continuou na partida, garantindo mais uma vitória. Na 17ª rodada contra o Atlético Mineiro Liédson garantiu o gol da virada por 3 x 2. Na 20ª rodada contra o Grêmio, mesmo com dois a menos em campo o Timão venceu na raça por 3x2. Na 22ª rodada mais uma vitória de virada. A vítima da vez foi o Flamengo 2x1 com dois gols de Liédson. Na 35ª rodada o iluminado foi o peruano Ramirez que marcou o gol da vitória por 1x0 contra o Ceará. Na 36ª rodada foi a vez da estrela do “imperador” Adriano brilhar ao marcar o gol da vitória de virada por 2x1 contra o Atlético Mineiro. Na 37ª e penúltima rodada mais uma vez Liédson foi o cara da vez ao marcar o gol da vitória sobre o Figueirense.


Grêmio 1x2 Corinthians
Corinthians 2x1 Coritiba
Flamengo 1x1 Corinthians
Corinthians 2x0 Fluminense
Santos 0x0 Corinthians
Corinthians 5x0 São paulo
Bahia 0x1 Corinthians
Corinthians 2x1 Vasco da Gama
Atlético-GO 0x1 Corinthians
Botafogo 0x2 Corinthians
Corinthians 0x1 Cruzeiro
Corinthians 1x0 Internacional
Avaí 2x3 Corinthians
Corinthians 2x1 América-MG
Atlético-PR 1x1 Corinthians
CoriNThians 2x2 Ceará
Atlético-MG 2x3 Corinthians
Corinthians 0x2 Figueirense
Palmeiras 2x1 Corinthians
Corinthians 3x2 Grêmio
Coritiba 1x0 Corinthians
Corinthians 2x1 Flamengo
Fluminense 1x0 Corinthians
Corinthians 1x3 Santos
São Paulo 0x0 Corinthians
Corinthians 1x0 Bahia
Vasco da Gama 2x2 Corinthians
Corinthians 3x0 Atlético-GO
Corinthians 0x2 Botafogo
Cruzeiro 0x1 Corinthians
Internacional 1x1 Corinthians
Corinthians 2x1 Avaí
América-MG 2x1 Corinthians
Corinthians 2x1 Atlético-PR
Ceará 0x1 Corinthians
Corinthians 2x1 Atlético-MG
Figueirense 0x1 Corinthians
Corinthians 0x0 Palmeiras

-->
O ELENCO

Goleiros : Júlio César, Danilo Fernandes, Renan
Laterais : Alessandro, Fábio Santos, Ramon, Welder, Denner
Zagueiros : Chicão, Paulo André, Leandro Castán, Wallace, André Vinícius, Marquinhos
Volantes : Ralf, Paulinho, Moradei, Bruno Octávio, Edenilson
Meias : Alex, Ramirez, Morais, Danilo, Nenê Bonilha
Atacantes : Willian, Jorge Henrique, Émerson, Adriano, Liédson, Taubaté, Elias Oliveira, Matheus


-->
COMISSÃO TÉCNICA

Técnico : Adenor Bacchi “Tite”
Auxiliar Técnico : Cleber Xavier
Auxiliar Técnico : Geraldo Delamore
Auxiliar Técnico : Fábio Carille
Treinador de goleiros : Mauri Costa Lima
Observador Técnico : Mauro Silva
Preparador Físico : Fábio Mahseredjian
Fisioterapeuta : Bruno Mazziotti
Consultor Médico : Joaquim Grava
Massagistas : Alexandro Gonçalves Dias e Ceará
Roupeiros : Carlos Bueno, Edízio de Almeida, Gildásio Miranda e Roberto Santos.




domingo, 4 de dezembro de 2011

O ADEUS AO DOUTOR SÓCRATES

A nação corinthiana está de luto. Faleceu nesse domingo 4/12/2011, aos 57 anos de idade,  vitima de choque séptico um dos maiores ídolos corinthianos de todos os tempos - Sócrates Brasileiro Sampaio de Sousa Vieira de Oliveira - ou simplesmente  "Doutor Sócrates", ou "Magrão". Genial dentro e fora do campo, Sócrates começou a se destacar nacionalmente a partir de sua transferência  do Botafogo de Ribeirão Preto para o Timão no final dos anos 70. Longe do biotipo ideal para um atleta profissional (alto, magro, fumante e boêmio), destacou-se pelo seu toque refinado e ótimo posicionamento tático dentro do campo, além é claro do famoso toque de calcanhar, jogada que virou sua marca registrada.  Líder dentro e fora dos gramados, foi um dos idealizadores da famosa "democracia corinthiana" movimento que revolucionou os bastidores do futebol brasileiro, e que levou o clube ao bicampeonato paulista de 1982/83.
Em 2011 já havia sido hospitalizado duas vezes em virtude das complicações decorrentes de uma  cirrose hepática que o ex-jogador apresentava. Na quinta-feira 1/12 após almoçar em um hotel em São Paulo, Sócrates apresentou um quadro de indisposição estomacal. Como já estava com a saúde fragilizada, foi levado as pressas ao hospital Albert Einstein, onde foi constatado um severo quadro de infecção intestinal. Apesar de todos os esforços, o "Doutor" não resistiu ao quadro infeccioso generalizado que se instalou, vindo a óbito na madrugada desse domingo.
Pessoalmente, Sócrates foi o jogador mais genial  que vi defender as cores do Corinthians, e estará para sempre na minha Seleção de todos os tempos do meu Timão.
Obrigado por todas as alegrias proporcionadas "Doutor"



AS PELOTAS DOS CENTENÁRIOS DO CORINTHIANS

Além de todas as glórias já alcançadas em sua centenária trajetória, o Corinthians continua sendo o único time Paulista detentor de 2 Títul...