Pular para o conteúdo principal

O FOLCLÓRICO VICENTE MATHEUS

 Vicente Mateos Bathe nasceu em Zamora na Espanha em 28 de maio de 1908. Chegou ao Brasil em  1914, vindo residir na cidade de São Paulo.
Naturalizou-se brasileiro, e tornou-se conhecido empresário do setor civil pesado (Mineração e pedreiras).
Em 1934 tornou-se sócio do clube que o tornaria famoso, e comprou uma casa colada ao Parque São Jorge.
Em 1954 assume a Diretoria de Esportes do Clube.
Em 1959 assume seu 1º mandato como Presidente do Clube por voto direto dos associados.
Ao todo foram 8 mandatos à frente do clube.
Dirigente à moda antiga, Matheus, apesar do amor declarado pelo Corinthians, administrava o clube como se fosse uma microempresa, não sabendo tirar proveito do enorme potencial de marketing que o clube possuia. Muitas vezes colocou dinheiro do próprio bolso para investir em contratações e projetos para o Clube.
Uma de suas artimanhas mais conhecidas foi em relação a contratação do jogador Sócrates. Craque do Botafogo de Ribeirão Preto, Sócrates era pretendido por Palmeiras , e principalmete pelo São Paulo. O São Paulo  precisava negociar antes um jogador de seu time para levantar a quantia necessária para contratar Sócrates. Sabendo disso, Matheus em um lance de pura malandragem, mandou seu irmão Isidoro distrair o presidente tricolor dizendo-se interessado em comprar esse jogador São Paulino. Nesse interim, Matheus pegou um jatinho e foi para Ribeirão Preto com uma mala cheia de dinheiro para trazer o Doutor para o Parque São Jorge.
Matheus ficou também conhecido por suas frases célebres, repletas de gafes e incorreções.

"agradeço à Antarctica pelas Brahmas que nos cederam"
"O Sócrates é inegociável, invendável e imprestável"
"Jogador tem que ser completo como o pato que é um animal aquático e gramático"
"Quem sai na chuva é pra se queimar"
"O maior general da Fança é o General Eletric"
"Comigo ou sem migo o corinthians será campeão"
"Esse é um resultado que agradou gregos e napolitanos"
"Minha gestação foi a melhor que o Corinthians já teve"
"Haja o que hajar o Corinthians vai ser campeão"
"O difícil, vocês sabem, não é fácil"
"Depois da tempestade sempre vem a ambulância"



Matheus será sempre lembrado com saudade pelos torcedores mais antigos devido ao seu amor e fidelidade dedicado ao clube.
Foi em sua administração que o Timão quebrou o tabu de 22 anos e meio em 1977, e venceu seu 1º Campeonato Brasileiro em 1990.
Casado com Marlene Matheus, sua companheira por quase 3 décadas, Vicente faleceu aos 89 anos, vítima de câncer, em São Paulo.
Está sepultado no Cimitério da Quarta Parada em São Paulo.

(Marlene e Matheus em sua casa)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

1981 ANO DO PRIMEIRO REBAIXAMENTO DO CORINTHIANS

1981 será um ano para ser esquecido pelos torcedores corinthianos. No Brasileiro, o time alcança sua pior classificação de sua história em campeonatos brasileiro, a 26º colocação. No Campeonato Paulista, que classificava apenas os 7 primeiros colocados automaticamente para o Brasileirão do ano seguinte, o Timão acabou na 8ª colocação, e viu-se obrigado a disputar a Taça de Prata, nome que se dava à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. 
(Rondinelli, Gomes, Zé Maria, Rafael, Caçapava e Wladimir. Agachados: Biro-Biro, Sócrates, Mário, Zenon e Paulo César Caju)

TODOS OS UNIFORMES OFICIAIS DO CORINTHIANS

O primeiro uniforme do Timão era uma cópia do Time Inglês, Camisas bege e Calções Pretos. Como era difícil encontrar calções desta cor, o time utilizou calções brancos . O engraçado, era que o Calção do time inglês era na verdade azul escuro.
Em sua estréia no Futebol Oficial, em 1913, o Time aparece vestido com camisas brancas e calções pretos, cujas primeiras camisas  teriam sido feitas com sacos de farinha. Neste periodo que compreende os anos de 1913 a 1919, a única mudança seria em relação ao distintivo.


A partir de 1919 a camisa ganha um novo distintivo, perde a gola e os punhos pretos.


Em 1939 surge o distintivo com a âncora e os remos. Voltam a gola e os detalhes das mangas em preto.


Em 1949, em homenagem ao Torino da Itália, cujo time havia sido dizimado em acidente aéreo quatro dias antes, o Timão enfrenta a Lusa em um amistoso, vestindo uma camisa grená.

Em 1965 o Timão representa a Seleção Brasileira com a camisa azul da antiga CBD, em um amistoso contra o Arsenal da Ing…

A HISTÓRIA DO CLÁSSICO - CORINTHIANS X SANTOS

Dentre os times considerados grandes do futebol paulista, Corinthians e Santos é considerado o clássico mais antigo. A primeira partida envolvendo as duas agremiações nesse centenário confronto ocorreu em 22 de junho de 1913 com vitória do time praiano por 6 x 3. A primeira vitória do Timão aconteceu apenas em 26 de agosto de 1917 quando  venceu por 3 x 0 todos marcados por Neco. Em 11 de julho de 1920, o Corinthians aplicou sua maior goleada contra o Santos 11 x 0. A partida realizada na Vila Belmiro teve que ser interrompida aos 21 minutos do 2º tempo, já que os jogadores do Santos começaram a forçar expulsões até ficarem com um número insuficiente para que a partida pudesse ser concluída. Os heróis daquela tarde foram : Colombo, Nando, Gano, Garcia, Amilcar, Ciasca, Américo, Neco, Bororó, Gambarotta e Basílio (Foto abaixo)



Em 4 de setembro de 1927 foi a vez do time praiano aplicar uma goleada de 8 x 3.
Em janeiro de 1931 a torcida corinthiana lota 80 vagões de trem que saíram das …