segunda-feira, 22 de março de 2010

CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA DE 1977

Foram mais de duas décadas contratando jogadores, alguns a peso de ouro, além de vários técnicos. Mas no fim, o Timão voltou a comemorar um título de Campeão Paulista após 22 anos, 8 meses e 7 dias. Jogando com uma equipe relativamente modesta, a trajetória até o título não foi nada fácil. A derrota para o Guarani a quatro rodadas do final do último turno, quase tiram as chances do Timão lutar pelo título, mas felizmente, após o pito do técnico Brandão, os jogadores assumiram a responsabilidade, e conquistaram as vitórias necessárias para chegar à final.
A grande final, seria contra a Ponte Preta de Campinas,  time fortíssimo, e que já havia vencido o Corinthians 3 vezes nesse mesmo campeonato.
O primeiro jogo aconteceu no dia 5 de outubro, no Estádio do Morumbi, sob os olhares de mais de 65.000 torcedores. Com um gol de nariz de Palhinha aos 14 minutos do 1º tempo, o Timão sacramentou a vitória na primeira partida de melhor de três.
No segundo encontro, que poderia ser decisivo caso o Corinthians vencesse novamente, foi realizado no dia 9 de outubro, no Estádio do Morumbi, sob a escolta do maior público da história do estádio, 146.082 torcedores. o Timão começou bem a peleja. Vaguinho aos 42 minutos do 1º tempo abriu o marcador para o Corinthians. No 2º tempo as coisas mudaram. Dicá de falta aos 22 minutos, e Rui Rei aos 38 minutos sacramentaram a virada do time de Campinas, e adiaram a decisão para um terceiro e decisivo jogo.
13 de outubro de 1977. Estádio do Morumbi. 86.677 pagantes. Os times entram em campo. Logo a torcida sente a ausência de Palhinha, que contundido, não reunia condições de ir para o jogo.
Começa o jogo. Tenso, disputado. Aos 16 minutos, Rui Rei é expulso após receber o cartão amarelo, e continuar a gesticular e reclamar com o árbitro Dulcídio Wanderley Boschilla. Os nervos continuavam à flor da pele. Apesar de dominar o jogo inteiro, o Timão não conseguia vencer a zaga Campineira. Então, finalmente aos 36 minutos e 45 segundos do 2º tempo, Basílio, o "Pé de Anjo" sacramentou a vitória com um chute indefensável para o goleiro Carlos da Ponte Preta.
Após o apito final, os torcedores puderam tirar de suas gargantas o grito que estava entalado a quase 23 anos.










(Basílio, Geraldão, e Vaguinho ao fundo)







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

AS PELOTAS DOS CENTENÁRIOS DO CORINTHIANS

Além de todas as glórias já alcançadas em sua centenária trajetória, o Corinthians continua sendo o único time Paulista detentor de 2 Títul...